Por Renato Riella

O Brasil não tem mais Constituição. Nem estado de direito.

Esta prisão do Queiroz pela Polícia Civil (não foi Polícia Federal) é um absurdo e pode ter influência do governador do Rio, Wilson Witzel. Não há, porém, certeza se ele cometeu crime.

E se cometeu, há 20 deputados estaduais no Rio com casos dezenas de vezes mais graves. Aliás, isso fará o impeachment de Witzel andar mais rápido. A política funciona assim.

Até o momento, Queiroz está limpo.

Deixou o Rio e estava escondido com medo da imprensa, para evitar desgaste maior à família Bolsonaro. E para poder se tratar do câncer em São Paulo.

Não estava foragido. Estava foragido da imprensa. Se apresentaria à Justiça se fosse chamado. Quando não prestou depoimento, apresentou atestado médico real.

QUEM FAZ QUEIXA CONTRA QUEIROZ?

O mais grave é que, se alguém passou dinheiro pra Queiroz, nenhuma dessas pessoas reclama disso.

A deputada federal Erica Kokay tem denúncia semelhante e um dia pode ser presa. Mas o caso dela é grave: há servidores que denunciam a rachadinha da parlamentar, com mil provas em processo que não se conclui. Tomava dinheiro da equipe do gabinete de forma autoritária.

Aliás, durante anos, todos os servidores de gabinetes petistas do Brasil eram obrigados a deixar parte do salário para o partido – ou para seus chefes.

Isso era reconhecido abertamente – sem “crime”. Rachadinha total.

No caso do Queiroz, foi doação voluntária, de pessoas que tinham ligação até familiar com ele.

Até o momento, nenhuma dessas pessoas cobra nada dele. Pelo contrário (a não ser se aparecer coisa nova – o que não parece provável, pois é um grupo familiar).

Se houve movimentação bancária não comprovada, isso precisa ser apurado pela Receita Federal, que pode penalizar Queiroz com multas elevadas. Pode penalizar Flávio Bolsonaro também, se suas declarações de renda, já aprovadas, forem reavaliadas.

Leia Também:  Bancada do DF quer encontro com general

Por enquanto, nada foi comprovado publicamente. Os valores citados mudam todo dia, sem base técnica, nem citações corretas em matéria de preço e tempo.

O Brasil está sem estado de direito. Dizem que Queiroz estava pressionando testemunhas. Como, se vivia recluso em Atibaia?

OUTROS CASOS DE ABUSO DE AUTORIDADE

Há algum tempo, um amigo meu, jornalista, sofreu grave busca e apreensão em casa. A PF detonou muita coisa no lar onde ele morava com mulher e filhos. Levaram muitos aparelhos e desmoralizaram o amigo honesto na vizinhança.

Dias depois, foi chamado. O delegado da PF devolveu tudo, disse que ele estava limpo e nem pediu desculpas. Cadê a Constituição?

Este meu amigo acabou se mudando de endereço, envergonhado.

A história vale para muita gente. Tive outro amigo na mesma situação, que acabou se mudando para São Paulo, totalmente inocente – mas deixou tudo para trás, inclusive os negócios comerciais da mulher, que não tinha nada a ver com a política.

Este amigo foi presidente do Banco de Brasília, acusado injustamente. Me contou que o policial levou uma marreta e explodiu o computador da filha dele, às 6h da manhã, para levar somente o miolo, onde havia…joguinhos.

 

PERSEGUIÇÃO A JORNALISTA EM BELÉM

A moda está pegando. Em Belém, o premiadíssimo jornalista Ronaldo Brasiliense acaba de sofrer grave agressão.

A polícia dos Barbalhos invadiu a casa dele e levou tudo. Ronaldo não faz fake news, mas acabou tratado como terrorista.

Ronaldo Brasiliense apenas mostra, como jornalista, inclusive no Facebook, que o governo do Pará está fazendo grande roubalheira em meio à pandemia.

No Pará, ninguém precisa fazer fake news. A realidade já é pior do que qualquer mentira. Mas a pior realidade, no entanto, é a perda do direito de expressão.

Todos os que vibram hoje com as “buscas e apreensão” da PF terão seu dia de sofrer injustamente.

Aguardem a invasão às seis horas da madrugada!
vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Valerios
Valerios
5 meses atrás

Aquele malabarismo moral pra defender o Ramsés de estimação. Bandido é bandido e ponto. O filho do Bolsonaro, o Lula e o Queiroz não estão acima da lei. O mesmo se aplica a esses bandidos que se escondem através de “opiNiões” que mancham a reputação alheia. Aqui no DF tem vários assim.

Simone Leite
Editor
5 meses atrás
Reply to  Valerios

Ele já foi julgado?

Simone Leite
Editor
5 meses atrás
Reply to  Valerios

A sua opinião não é uma verdade absoluta. Quem vai determinar se é bandido é a Justiça.