Por Rafael Guedes

Ligar a TV e ver diversos canais de comunicação falando em “vítimas da chacina” é algo assustador. A inversão de valores precisa ter um fim, independente dos interesses obscuros da grande mídia em defender o NARCOTERRORISMO. Isso depende muito mais de nós do que deles. Temos que explicar, comprar a guerra e difundir uma grande quantidade de informações verdadeiras, sem contexto aplicado para fins de ideologia.

CONFRONTO

Quando um grupo com armamento militar (granadas, bombas, míssil, rifles, pistolas e uma quantidade absurda de munição) ataca as forças do Estado, há um CONFRONTO ARMADO. Neste momento, não existe a possibilidade de se cantar Imagine – John Lennon, entregar livros, flores e pedir pros NARCOTERRORISTAS, largarem suas armas. Isso é coisa de militantes do PSOL, a linha progressista da imprensa e artistas que acreditam nessa tese.

CHACINA

Quando um grupo armado assassina pessoas indefesas.

O que aconteceu no Jacarezinho foi um confronto armado e as consequências disso, já sabemos.

Parabéns, Policia Civil do Rio de Janeiro!

Deixe uma resposta