Por Renato Riella

A rejeição de 34% ao Governo Bolsonaro, medida pela Datafolha, na verdade deve ser bem menor.

É visível que o confuso capitão se identificou com a maioria da população. Hoje ele é a única liderança que consegue andar livremente nas ruas.

E é o único que reúne multidões por onde passa.

O tal Jair tem estilo carismático. Comete grossuras típicas dos brasileiros, que falam palavrões e detestam ser politicamente corretos. Mas o brasileiro, tal qual Bolsonaro, demonstra emoção e solidariedade em muitos momentos. Assim é, assim sempre foi.

O brasileiro vê o principal: este governo tosco atingiu 20 meses sem roubo.

Repito: editais, contratos, liberação de verbas e processos são vasculhados, mas a roubalheira no primeiro escalão acabou.

O povo não é bobo. E elegeu Bolsonaro por isso.

A grande maioria dos brasileiros queria um governo que não repetisse a performance bandida dos governos anteriores.

A rejeição a Bolsonaro vai ficar do tamanho da oposição esquerdista. Grande parte desses que consideram o atual Governo Ruim ou Péssimo perdeu as nojentas boquinhas. Chega de Lei Roubanet!

Outros se preocupam com o caso Queiroz, ou são solidários à tenebrosa Maria do Rosário e até mesmo acusam Bolsonaro de ser violento – sem conseguir apontar um só caso real de violência partido do presidente.

O fato é que Bolsonaro vai sair da pandemia maior do que estava antes, na chamada normalidade.

Leia Também:  Deputada do DF para Bolsonaro: 'Inepto e fraco'

O Brasil também vai sair dessa crise melhor do que a grande maioria dos países, não só porque Deus é brasileiro, mas porque temos situação econômica incrivelmente favorável.

Podem contestar. Podem bater.
Desde o primeiro mês de Governo venho repetindo tudo isso que falo agora.

Desde o primeiro mês de 2019, malucos diversos defendem um impeachment impossível, tentando enganar o povo.

Se a oposição não adotar um mínimo de seriedade, Bolsonaro vai ser reeleito em primeiro turno.

De acordo com a pesquisa Datafolha, se a eleição presidencial fosse hoje, a vitória de Bolsonaro seria relativamente fácil.

Tudo o que escrevo são fatos.
Todos podem contestar, dizendo que Deus não está sendo justo e até que Bolsonaro deveria ter morrido de covid. Mas isso não é argumento. É torcida.
E torcida não elege ninguém.

Digo mais: vocês podem tomar um susto com o crescimento de Bolsonaro nas eleições municipais, consolidando sua força política.

Todos da oposição trabalham mal.
É duro se aliar a gente insuportável como Lula, Gilmar, Rodrigo Maia, Haddad, Ciro Gomes, Alexandre, Levandowski, a Peppa e muitos outros péssimos espécimes da política brasileira.

Esta é a realidade, que nem a suspeita Datafolha consegue esconder.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
randerson
randerson
1 mês atrás

Cobertissimo de razão. Fugir dessa lógica é burrice ou opção pela burrice, o que é ainda pior.