É difícil encontrar alguém que nunca tenha usado ou até mesmo não use frequentemente os aplicativos de transporte como Uber e 99Pop.

Mas é claro, a comodidade e o valor mais em conta que atraiu milhões de brasileiros não deixaria de ser um alvo. No início, os táxis, agora, o entrave é com as empresas de ônibus.

O motivo da discórdia, segundo informou o G1, é o “Uber Juntos”, que é uma modalidade do aplicativo que permite um passageiro compartilhe a mesma corrida com outra pessoa que fará o trajeto semelhante.

Para as empresas de ônibus, o serviço configura transporte coletivo irregular. Por conta disso, já acionaram o poder público em 15 cidades para tentar barrá-lo.

Além de tentar barrar, em São Paulo, as empresas pedem até uma compensação por prejuízos decorrentes da perda de passageiros.

Leia Também:  Equipe unida Ibaneis?

As cidades de São Paulo, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Fortaleza (CE), Aracaju (SE) e Maceió (AL) apresentaram queixas. Nove cidades da região metropolitana do Rio de Janeiro também.

Apenas em Aracajú e Maceió o serviço ainda não está disponível.

Os empresários do transporte público dizem que o Uber Juntos faz concorrência direta e “predatória” com os coletivos e não está sob às mesmas regras que eles.

A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) estima que a fuga de demanda pode ficar entre 5% e 7%.

No entendimento da empresa Uber, a modalidade “Juntos” não é transporte coletivo, mas “um sistema que combina viagens individuais com trajetos convergentes para compartilhar o mesmo veículo”, informou o site. Além disso, o objetivo é colocar mais pessoas em menos carros.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu