A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem previsão de receber ainda no mês de maio mais duas duas remessas de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), usado para a produção de vacinas contra a covid-19. De acordo com a Fiocruz, o primeiro lote deve chegar ao Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) dia 22 e o outro é aguardado para o dia 29.

Segundo nota divulgada pela fundação, a quantidade de IFA ainda disponível na Fiocruz é o suficiente para dar continuidade a produção do imunizante até a próxima semana, garantindo entregas de vacinas até a primeira semana de junho. “Com as novas remessas, as entregas das três primeiras semanas de junho também estarão asseguradas”, disse no texto.

A fundação afirmou, ainda que a entrega de mais 4,1 milhões de doses ao Ministério da Saúde, totalizando 34,3 milhões de vacinas da AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz no Brasil, disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), o equivalente a mais de 40% dos imunizantes para a covid-19 disponíveis no país.

No entanto, até a chegada do insumo no dia 22, a produção será interrompida por alguns dias na próxima semana. “Caso haja algum impacto nas entregas, ele será avaliado e comunicado mais à frente. O cronograma de entregas permanece semanal, sempre às sextas-feiras, conforme pactuado com o Ministério da Saúde, seguindo a logística de distribuição definida pela pasta”, esclareceu a fundação.

A Fiocruz ressaltou que estão sendo processadas, no Centro Tecnológico de Vacinas – CTV de Bio-Manguinhos, um milhão de doses da vacina por dia, e a instituição segue avaliando alternativas para aumentar ainda mais essa capacidade.

Deixe uma resposta

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!