A aprovação do Projeto de Lei que entrega a gestão para as Organizações Sociais mostrou que a caneta do governador sempre vence. Ibaneis Rocha impôs a sua vontade e mostrou a sociedade que no jogo político vence quem, de fato, tem mais poder – e tinta na caneta. O governador tem e usou com força. Mérito dele.

Saíram derrotados: oposicionistas, sindicatos e servidores que veem nesse modelo o enfraquecimento da categoria.

Fica outra lição:- ser sindicalista, deputado e governista não faz muito efeito.

Leia Também:  Será que a terceira-via sai do papel?

Ibaneis pode dormir tranquilo.  Teve todas as vitórias que queria e no final compensou peitar a Câmara Legislativa cheia de distritais com rabo preso.

A votação de hoje em sessão extraordinária mostrou que a sua tática foi acertada.

Aqui na ponta, o cidadão espera que ao precisar e entrar em um hospital, não saia dele dentro de um caixão.

Vitória de Ibaneis e tomara que também vitória do contribuinte.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jefferson Gonçalves Júnior. Gonçalves Júnior

Quem perdeu mesmo foram os cidadãos… Qualquer pessoa um pouco mais instruída sabe o que ocorre com esses modelos de gestão. Em todos os locais onde esses modelos foram implantados, somente no início como forma de respaldar a prática e que se houve alguma melhoria, mas com um pouco mais de tempo vem uma grande destruição, grandes prejuízos e os estados ficando reféns de empresários… Até mais ou menos um ano atrás Goiânia servia de exemplo de excelência, hoje o sistema de saúde de lá, encontra-se em severa falência… Vamos falar sério: O modelo é aprovado não pelo fato de… Read more »

Divinamar Pereira
Divinamar Pereira
1 ano atrás

Uma vergonha…ele não precisa vá fazer nada além do que prometeu para ter apoio e agradecimento….a traição nos recepcionou é muito além de revolta…a gente acrediva e torcia por ele…. muito triste….

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.