O reajuste da Polícia Civil pode não ser dado da forma que a categoria quer – na verdade, seria a paridade salarial entre a PCDF com a Polícia Federal. Ao invés de ser dado de forma integral, ele pode ser parcelado em até três vezes, a partir deste ano.

Essa proposta de parcelamento veio à baila após um grupo de trabalho do governo com representantes da categoria estudar os cofres do GDF. Chegaram à conclusão por conta do rombo de R$ 1 bilhão na saúde identificado pelo novo governo.

Leia Também:  PL polêmico retirado de pauta

O grupo chegou a fazer um relatório que deve ser apresentado em até 15 dias, informou o Metrópoles.

Para o pagamento aos membros da segurança pública, o DF terá que contar com a ajuda do Governo Federal, já que o Fundo Constitucional, que paga os salários dessas categorias, vem de lá.

Além da PCDF, estão inclusos no grupo e nos estudos, a inclusão de benefícios da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
FRANCISCO PEREIRA DE SOUSA

O redator deveria olhar a lei 10.633/02, que lá proíbe o GDF de tratar de remuneração dos policiais civis, porque o impacto financeiro é no orçamento da UNIÃO, como aponta a lei 101/2000, LRF.

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.