A Rádio Corredor conversou com o deputado distrital Jorge Vianna (Podemos), que falou sobre o seu primeiro ano de mandato.

Confira!

01) Você acha que fez um bom primeiro ano de mandato?

Reconheço que cometi algumas falhas, por inexperiência, mas acredito que a tendência seja minimizar os erros ao longo do mandato. Por mais que tenhamos uma equipe, com algum conhecimento, no início de um mandato, em um curto espaço de tempo, temos que conhecer, lidar, nos posicionar e tomar ações e decisões políticas, sobre uma série de áreas que necessariamente não tínhamos conhecimento ou domínio. E você passa a ter que lidar com esses desafios.

Então, como nunca fui político, eu sapateei um pouco mas estou acertando aos poucos, mas acredito que fiz um primeiro ano razoável para um novato, para uma pessoa que até pouco tempo atrás estava aplicando injeção e cuidando dos pacientes nos hospitais ou atuando no meio sindical.

02) O que você acha que precisa ser melhorado em seu mandato?

Creio que ouvir mais, isso é uma crítica que sempre me faço. Ouvir mais, aprender mais, creio que sejam caminhos que devem melhorar a minha experiência nessa atividade que é um desafio e deve ser conduzida com muita responsabilidade pois a vida de 3,5 milhões de pessoas no DF estão diretamente ligadas as nossas ações enquanto parlamentar.

03) Você acha que seu eleitor está satisfeito com o andamento do seu mandato?

Acredito que sim. Tenho um mandato bem dinâmico, convivo e acompanho boa parte do dia-a-dia deles, seja em atividades diretas ou interagindo nas redes socais. E assim como eles me abordam para me parabenizar, também me cobram quando acham que algum encaminhamento deveria ser diferente. Enfim, tenho esse tipo de feedback constantemente. Mas sou muito crítico, muito perfeccionista e sempre quero dar o melhor de mim, então embora eu acredite que eles estejam gostando da condução do mandato, pra mim ainda não é o suficiente pois acredito que posso ser muito melhor.

Leia Também:  Selaram a paz?

04) Você acha que o eleitorado do DF está satisfeito com sua conduta política?

Sim, a minha conduta política vai de encontro com as demandas e interesses do público e dos eleitores que eu represento. Não pauto o mandato baseado em interesses próprios ignorando aqueles que me elegeram e o restante da população do DF. A cada ação, a cada tomada de decisão, tento refletir se estou a atender a vontade e os interesses deles, e me refiro aos servidores e usuário da saúde pública, assim como a população do DF como um todo, pois para mim é muito claro que a todo o momento minhas ações devem refletir a vontade dessas pessoas.

Então, os projetos e outros instrumentos que apresentei até o momento, as votações que participei, todas essas ações refletem a vontade deles. Tanto é, que tenho um retorno bem positivo das pessoas. Então, se eles estão gostando? Estão. Por quê? Porque eu estou atuando para tentar atender as demandas e interesses das pessoas que depositaram a confiança e o voto em mim, mas também, da população do DF, em especial, da camada mais carente em que as ações de um parlamentar pode ter um grande impacto na vida delas. Então espero continuar a fazer jus a essa confiança.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!