Uma quantia milionária aportada na Secretaria de Esportes do Distrito Federal está chamando a atenção do Governo Federal. As suspeitas partiram de um vídeo publicado no Instagram do recém eleito deputado Federal Luiz Lima. Ele é ex-nadador e ex-Secretário Nacional de Alto Rendimento.

Segundo a denúncia do parlamentar, aproximadamente R$ 101 milhões saíram do governo federal, com permissão do então presidente Michel Temer, para a Secretaria de Esportes, do governo de Ibaneis Rocha. Os dois são do mesmo partido.

Essa transação teria sido feita dia 20 de dezembro, em oito projetos.

“O fato, além de escandaloso, é digno de investigação profunda dos órgãos competentes”, disse o parlamentar em sua rede social. O caso já foi enviado para auditoria no governo federal, segundo o próprio deputado informou.

View this post on Instagram

Eu não fui eleito para fazer política de brincadeira. Hoje, 03, o Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fez uma citação sobre possíveis gastos de origem duvidosa no fim do governo Temer. Como deputado eleito – e cidadão – que abomina a corrupção e desperdício de dinheiro público, eu fui pesquisar a fundo sobre repasses do Ministério do Esporte e, não para minha surpresa, mas para minha indignação, também ocorreram altas movimentações financeiras suspeitas na pasta. No mês de dezembro, num total de oito convênios, foram repassados mais de R$ 100 milhões de reais para a Secretaria de Esporte do Distrito Federal. O fato, além de escandaloso, é digno de investigação profunda dos órgãos competentes. Como um ex-ministro, ao apagar das luzes do governo, repassa para a secretaria que, coincidentemente, iria assumir em 2019 valores altos em diversas movimentações? Pois é, pessoal. É debochar da nossa inteligência. E eu deixo aqui um recado: é só o início. Eu vou investigar muito, eu vou atrás de qualquer suspeita de movimentações financeiras atípicas. A farra acabou! Eu já entrei em contato com o Secretário Nacional de Esportes, General Marco Aurélio, passei todos os dados detalhadamente e tenho certeza que essa história não ficará impune. @psl_nacional @pslriodejaneiro @jairmessiasbolsonaro @joaoderly @alexandreknoploch @bolsonarosp @flaviobolsonaro @alborghettiputodacara @milenecomini @luiza_lima05 @pedro_alqueres @renovabr

A post shared by Luiz Lima (@oficialluizlima) on

Quem assinou o aporte financeiro no Ministério do Esporte foi Leandro Cruz, que a partir de agora é justamente o  secretario de Estado Esporte Turismo e Lazer do DF. Em novembro, Leandro Cruz já havia assinado mais R$ 10 milhões em outros projetos para o DF.

Enquanto isso, há dificuldades para dá suporte aos atletas brasileiros.

O Programa Bolsa Atleta em 2019 deve ter o cofre vazio. Mas esse valor, por exemplo, daria para pagar as nove parcelas em aberto e ainda sobrariam R$ 30 milhões, conforme divulgou o Globo Esporte.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Esportes do DF e aguarda retorno.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu