Uma postagem no Twitter de uma ex-BBB e militante do PSol deixou perplexos especialistas em Mercado Financeiro. A moça em questão criticava aqueles que comemoravam a alta da Bolsa de Valores e a queda do dólar.

Na postagem ela dizia que a Bolsa de Valores não era para “pobre”. Ledo engano. Óbvio que a enxurrada de críticas de quem entende do assunto foi em direção à desinformada.

Enfim…eu posso dizer, por experiencia própria, que a Bolsa é, sim, para pessoas pobres. Como muitos dizem por aí, de forma errada e desinformada,  a Bolsa de Valores não é só para ricos.

Digo com toda propriedade: o mercado financeiro é para aquele que está disposto a fazer o seu dinheiro trabalhar para si. Com R$ 50 você já consegue comprar ações e ingressar no Ibovespa, onde fica o pregão eletrônico.

Se você aplicar R$ 500 todos os meses nas ações certas, você com certeza irá trilhar um caminho para se tornar um milionário. Basta disciplina e pensar a médio e longo prazo. Como diz o ditado: “Quem colhe, planta!”.

Claro que como toda a aplicação na Bolsa também oferece risco. Por isso, você precisa conhecer a Bolsa e não investir por meio de terceiros. Você tem que ser o operador e não ficar nas mãos dos outros.

Leia Também:  Você já viu se tem dinheiro na sua conta hoje?

Eu invisto na Bolsa há pelos menos 1 ano e minha carteira já valorizou pelo menos uns 40%. Isso porque comprei as ações certas e não entrei para especular, mas sim para fazer uma carteira previdenciária. Eu me planejei para daqui uns 5 anos sobreviver da Bolsa.

IMG 7316 - A Bolsa de Valores é para pobres, sim!

Nesse vídeo a Cura da Pobreza o jornalista e investidor Marcelo Veiga prova com dados e estatísticas que a Bolsa de Valores não é lugar para milionários, mas sim uma fábrica de milionários. Veiga não era milionário e quando começou no mercado financeiro era quebrado e cheio de dividas.

No Brasil, nem 1% da população investe na Bolsa de Valores. Na última vez em que tive acesso a esses números fiquei sabendo que pelo menos 700 mil pessoas físicas centralizam seus investimentos na Ibovespa. Muito pouco.

Já nos Estados Unidos, 70% da população investem seu dinheiro no mercado financeiro americano. Diferença brutal.

Na próxima postagem vou explicar o que é “Value Investing”. E, se pintar mais interessados, explicar no assunto Bolsa de Valores. Desmistifico todos os meandros e mistérios do mercado financeiro.

Até a próxima…

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francis Talmo
Francis Talmo
1 ano atrás

Aguardando os próximos posts

Jéssica
Jéssica
1 ano atrás

Tenho interesse em saber mais sobre o investimento.

Marcio Precioso
1 ano atrás

Despertando interesse, prossiga com os posts.

André Angelo
André Angelo
1 ano atrás

Odir faça mais reportagens a respeito deste tema. Forte abraço.

Alex Carlos
Alex Carlos
1 ano atrás

Excelente

trackback

[…] O primeiro artigo sobre a Bolsa de Valores deu uma boa repercussão. As pessoas se interessaram bastante. Quem não leu o texto anterior seria bom dar uma lida (clique aqui). […]

Luana Machado
Luana Machado
1 ano atrás

Achei sensacional e vou continuar acompanhando o assunto.

trackback

[…] era muita. Mas antes de eu continuar é importante que você leia essas duas postagens ( texto 1 e texto 2) para entender o que eu estou escrevendo. Eu comecei com R$ 500 e me lembro de ter […]

trackback

[…] de qualquer coisa valer, esses textos são para você entender o que eu escrevo por aqui (bolsa de valores para pobres) e ( o que é dividendos e juros sobre capital […]

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.