Você já conhece a história do Théo? Esse pequeno lutador nasceu no dia 4 de março de 2017, mas devido uma negligência médica no fim da gestação da sua mãe, teve paralisia cerebral grave. Para continuar vivendo, Théo faz tratamentos neurológicos e usa medicação contínua.

Agora, os pais dele criaram uma campanha online para arrecadar dinheiro necessário para a compra dos equipamentos necessários visando ter uma melhor qualidade de vida. A cadeira de rodas já foi conquistada, agora só falta o estabilizador vertical.

Infelizmente, Théo não é o primeiro caso de erro médico registrado no Brasil. Em 2017 foram mais de 70 novas ações por dia, é o que mostra dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O saldo total do ano foi de 26 mil processos sobre o assunto.

O próprio Código de Ética Médica, juntamente com o Código Civil e Penal, da legislação brasileira, apontam a responsabilidade do erro médico ao profissional em três casos: negligência, imperícia e imprudência.

Leia Também:  Rollemberg e os companheiros

Resumidamente: a imprudência consiste em fazer o que não deveria ser feito, a negligência consiste em não fazer o que poderia ter sido feito; e a imperícia em fazer mal o que deveria ser bem feito.

Como nos conselhos regionais e federal de Medicina, as acusações de irregularidades podem ser analisadas também no âmbito administrativo, além das avaliações judiciais.

Como ajudar?

Você pode ajudar o Théo a vencer suas lutas diárias e ter uma vida melhor e com mais oportunidades. Ajude esse grande lutador!

Em todos os momentos é indispensável propor iniciativas e refletir sobre a solidariedade. Pratique-a! Entre em contato e saiba como doar na Vaquinha do Théo nesse link.

Por Gabriela Vieira

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.