Atividades religiosas estão entre os serviços essenciais

Aprovado na Câmara Legislativa, na tarde desta terça-feira (16), o projeto de lei proposto pelo deputado Delmasso (Republicanos), que reconhece as atividades religiosas como serviços essenciais.

Delmasso destacou que as igrejas são o “hospital da alma” e defendeu as igrejas como espaços de oração.

“As atividades religiosas são sim essenciais por seus relevantes serviços, independentemente do credo. A intenção do projeto é resguardar o futuro”, completou.

A aprovação, no entanto, contou com o apoio de 14 deputados. Entre eles, o deputado Iolando (PSC), que faz parte do segmento evangélico.

“Diante dessa crise que estamos vivendo e pessoas enfrentando tantos problemas, elas precisam de um refúgio e a igreja estando aberta é onde essas pessoas podem buscar e receber apoio, e acalento para sua alma e assim, se fortalecer juntamente com sua família”, disse o deputado Iolando.