Os pacientes internados em UTIs, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e maternidades públicas e privadas poderão ter direito a ter acompanhante.

A nova regra foi aprovada pela Câmara Legislativa ontem (30). Segundo o autor da matéria, deputado Leandro Grass (Rede), o objetivo é permitir um tratamento “mais humanizado” aos pacientes.

Ainda de acordo com o distrital, a proposta tem como base experiência adotada pelo Ministério da Saúde em unidades hospitalares de várias regiões do Brasil.

Leia Também:  Apenas um susto

Em hospitais particulares esse acompanhamento é mais flexível. Já no SUS, havia muitas reclamações de parentes por não poderem acompanhar os pacientes.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.