O deputado distrital Fábio Felix (PSOL) demorou 18 dias para falar sobre o caso chocante do menino Rhuan, que foi barbaramente assassinado por suas duas mães.

Mas só falou do caso para refutar o que chamou de “discurso oportunista” de “algumas pessoas” que  criticaram o fato das duas mães assassinas serem homossexuais. Que estariam criticando a comunidade LGBT.

Apenas por isso foi à tribuna da Câmara Legislativa.

E Fábio Félix, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF, disse que o presidente Jair Bolsonaro tem culpa indireta no caso Rhuan por ter votado contra a lei Bernardo.

Leia Também:  Agaciel dono da seção 2

Bolsonaro foi contra porque a lei, que era chamada de Lei da Palmada, impediria que os pais pudessem usar uma repressão corporal nas crianças.

Lembrando também que, embora com a repercussão nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro apenas hoje comentou o caso.

Essa briga de ideologias está matando as pessoas. E pelo jeito deve continuar.

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Magali Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Magali
Visitante
Magali

Gostaria de ser “desmarcada” no envio de mensagens na minha navegação. Não consigo desfazer isso!

trackback

[…] Rádio Corredor trouxe a informação. […]

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu