O deputado distrital Fábio Felix (PSOL) demorou 18 dias para falar sobre o caso chocante do menino Rhuan, que foi barbaramente assassinado por suas duas mães.

Mas só falou do caso para refutar o que chamou de “discurso oportunista” de “algumas pessoas” que  criticaram o fato das duas mães assassinas serem homossexuais. Que estariam criticando a comunidade LGBT.

Apenas por isso foi à tribuna da Câmara Legislativa.

E Fábio Félix, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF, disse que o presidente Jair Bolsonaro tem culpa indireta no caso Rhuan por ter votado contra a lei Bernardo.

Leia Também:  TRE mantém mandato de deputada

Bolsonaro foi contra porque a lei, que era chamada de Lei da Palmada, impediria que os pais pudessem usar uma repressão corporal nas crianças.

Lembrando também que, embora com a repercussão nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro apenas hoje comentou o caso.

Essa briga de ideologias está matando as pessoas. E pelo jeito deve continuar.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Magali
Magali
1 ano atrás

Gostaria de ser “desmarcada” no envio de mensagens na minha navegação. Não consigo desfazer isso!

trackback

[…] Rádio Corredor trouxe a informação. […]

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.