Um projeto de lei protocolado na Câmara Legislativa quer criar o programa Ronda Maria da Penha no Distrito Federal para proteger, de fato, as mulheres.

Com a falha na segurança das mulheres, principalmente as que estão com medidas protetivas, a proposta, de autoria da deputada distrital Arlete Sampaio (PT), prevê alguns mecanismos para amenizar esse cenário.

O programa, segundo o PL, terá uma parceria entre a Secretaria da Mulher e Secretaria de Segurança Pública. Além disso, podem ser envolvidos no programa profissionais de saúde e assistência social.

Números absurdos

Em janeiro deste ano, foram 1.242 registros de violência doméstica no DF, sendo 4 feminicídios e 8 tentativas. Muitas dessas vítimas encontravam-se com medidas protetivas.

Leia Também:  Joaquim Roriz no governo de Ibaneis

Como funcionaria o programa?

– Por meio de visitas regulares da Polícia Militar às mulheres vítimas de violência;

– Os dias e horários serão alternados, inclusive nos finais de semana e feriados;

– As viaturas deverão ser identificadas com o nome do programa.

– Os integrantes das equipes da Ronda deverão passar por constante formação, capacitação e sensibilização;

– As visitas serão realizadas de acordo com cronograma que será montado a partir de cadastro a ser atualizado pela Justiça.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Camilo
Luiz Camilo
1 ano atrás

Gostei da proposta as mulheres vem sofrendo muito com violência doméstica realmente elas precisam de mais proteção.

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.