O secretário de Educação do Distrito Federal, Rafael Parente, comentou sobre a mudança no Ministério da Educação em uma entrevista à TV Brasília.

Para ele, o MEC está com uma série de atrasos que estava influenciando a Educação no DF. Parente diz que as próprias mães já o cobravam por causa de livros que estão atrasados, por exemplo.

Questionado se era um alívio a saída de Vélez do MEC, Parente frisou a importância da gestão na educação e que sim, era um alívio, muito porque o presidente Bolsonaro e o novo ministro Abraham Weintraub falaram em gestão.

Leia Também:  Ricardo disse que não vale

Parente ainda alertou para que a nova gestão não se atente para “cortinas de fumaça” e foque na resolução de problemas como crianças que mal conseguem resolver problemas matemáticos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu