Em 2018, houve diminuição de 54% da área queimada no Distrito Federal, com relação ao ano anterior. O resultado positivo, pelo segundo ano consecutivo, foi possível graças a uma série de ações realizadas na capital por meio do Comitê do Plano de Prevenção, Preparo e Combate aos Incêndios Florestais.

Coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) e composto por representantes do Corpo de Bombeiros, Aeronáutica, Marinha, Ibama, IcmBio, Ibram e outras instituições parceiras, o grupo quer diminuir ainda mais o tamanho da área queimada.

Nesta quarta-feira (20), o comitê aprovou as ações do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF-DF) que serão realizadas de março a outubro, incluindo ações de prevenção e de combate durante o período de seca considerado mais crítico no DF.

Leia Também:  Como nuvem de fumaça

O novo plano contempla pelo menos nove medidas, como o mapeamento de locais onde estão sendo depositados resíduos sólidos em áreas protegidas e seu entorno e o reforço do policiamento e a integração da fiscalização em áreas críticas.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, José Sarney Filho, “é a ação humana, intencional ou por negligência, a maior causa dos incêndios florestais no DF, deixando as unidades de conservação e a população vulneráveis”.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.