Prometida em meio a uma crise de bilhetagem, a extinção do DFTrans foi publicada hoje (22) no Diário Oficial (DODF).

Em seu lugar, assume uma subpasta subordinada à Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob). Mas não com todas as funções do órgão anterior.

Caberá à subpasta, implantar política tarifária; dispor sobre itinerários, frequência e padrão de qualidade dos serviços de transporte público; combater o transporte ilegal de passageiros; entre outras medidas.

Já o Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) ser administrado  pelo Banco de Brasília (BRB).

O banco responderá pela confecção, manutenção de cadastros, geração, distribuição e comercialização dos cartões, informações inerentes ao sistema bem como o repasse dos valores devidos individuais, exceto a parcela relativa a eventual subsídio.

Deixe uma resposta

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.