As igrejas e os templos do Distrito Federal, fechados desde o dia 19 de março, foram reabertas ontem (3). A retomada das atividades foi permitida por um decreto publicado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), no último sábado (30).

No entanto, nem todos terão encontros coletivos imediatamente. Para funcionar, em meio à pandemia do novo coronavírus, as atividades religiosas deverão seguir algumas regras:

*Encontros devem ser realizados em locais com capacidade para mais de 200 pessoas

*Afastamento mínimo de 1,5 metro entre fiéis, com demarcação nos assentos

*Alternar fileiras de cadeiras a serem ocupadas de outra com cadeiras desocupadas

*Afixação, em local visível, de placa com informações quanto à capacidade total do estabelecimento, metragem quadrada e quantidade máxima de frequentadores permitida

*Proibição do acesso de idosos com mais de 60 anos, crianças com menos de 12 anos e pessoas do grupo de risco

*Na entrada, deve haver produtos para higienização de mãos e calçados, preferencialmente álcool em gel 70%

Uso obrigatório da máscara de proteção

Medição da temperatura dos frequentadores na entrada do estabelecimento, com termômetro infravermelho sem contato, sendo proibido o ingresso de quem apresentar mais de 37,3°C

O decreto prevê ainda aconselhamento individual – para evitar aglomerações – e uso dos meios virtuais para reuniões coletivas. Além disso, as celebrações presenciais devem ocorrer com intervalos de, no mínimo, duas horas.

Deixe uma resposta

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!