A Caesb, Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal, vai implantar dois projetos de telemetria do consumo de água no DF, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) da ordem de R$ 2,5 milhões. Essas iniciativas têm o objetivo de melhorar o acompanhamento do consumo de água tanto pela Companhia quanto pelos seus clientes.

A telemetria consiste de um dispositivo eletrônico que lê o consumo do hidrômetro quatro vezes por dia e transmite os dados, utilizando a rede de telefonia celular, até os servidores de dados da Caesb. Nos computadores da Empresa, esses dados são preparados para que o cliente possa acompanhar diariamente seu consumo, controlando o uso excessivo e podendo verificar mais rapidamente a ocorrência de vazamentos nas tubulações domiciliares.

Leia Também:  Roriz e o título merecido

Para o superintendente de gestão operacional da Caesb, Luiz Itonaga, a expectativa é que a telemetria do consumo de água melhore ainda mais a percepção sobre a importância do uso consciente da água.

“Além disso, é uma tecnologia que permite reduzir as perdas nas redes de distribuição e o compartilhamento da infraestrutura de comunicação para outros serviços em benefício da população, utilizando o conceito de Cidades Inteligentes.”

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!