Nesta sexta-feira (21), a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos, da Polícia Civil, deflagrou a Operação Shield, que foi realizada em desfavor de suspeito envolvido no cometimento de atentado no DF.

A PCDF informou que a Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations ou HSI), em Brasília, produziu informações sobre indivíduos que teriam a intenção de cometer graves atos de violência, incluindo massacres escolares.

A autoridade policial individualizou os suspeitos e representou, na Justiça, pedido de mandado e encontraram um dos suspeitos do planejamento do ataque. O indivíduo, que foi ouvido na delegacia, confessou a pretensão de realizar os atos de grave violência.

O Delegado-adjunto da DRCC, Dário de Freitas, destaca que a cooperação policial internacional foi fundamental na neutralização de uma tragédia.

“Trata-se de um excelente exemplo de colaboração entre os países envolvidos (EUA e Brasil), o Laboratório de Inteligência Cibernética (SEOPI) e a PCDF”, afirmou o delegado.

Deixe uma resposta

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!