Eu sou dessas pessoas que não gosta muito sair de casa. Estilo caseiro. Também não gosto de música sertaneja, passo bem longe. Samba? Nem pensar. Pagode? Piorou e funk passo quilômetros de distância. Prefiro um bom rock e um pouco de MPB. Algumas pessoas no Distrito Federal deve ter esse perfil, não sei. Mas seja qual for o ritmo, todos tem o direito de curtir o que lhe faz bem.
Só disse tudo isso para retratar que Brasília está virando uma cidade de gente chata. A causa é essa tal Lei do Silêncio. As confusas regras está matando o núcleo cultural da capital. Artistas estão sem onde se apresentar e as opções de lazer estão escassas. Vários bares e estabelecimentos estão fechando as suas portas por causa dessa lei mal resolvida. 
Um exemplo o que essa lei insana pode atingir: os blocos de carnaval. Só poderão festejar até às 22h.  Absurdo. Nesse horário as pessoas estão ainda saindo de casa. Não dá nem para se divertir direito quando a coisa começar a esquentar. Fim. Ainda mais quando se trata de carnaval de rua. 
Claro que onde há grandes aglomerações, há baderna. Sempre tem os bobalhões para atrapalhar tudo. Passamos essa parte. Mas a grande maioria é de pessoas ordeiras que só querem se divertir e esquecer um pouco dos problemas do dia a dia. A música e a mesa de bar servem para isso. Uma cidade sem bares e música é triste, depressiva. A boêmia é um cartão postal de qualquer capital. 
O governo deve intervir e adequar essa chata Lei do Silêncio. Os bares que querem promover a sua música ao vivo precisa de isolamento acústico, dentro da lei. Não tenho dúvidas que está havendo exagero. Perturbar o sono alheio também não é legal. Com jeito dá para barulhentos e dorminhocos conviverem bem. 
O que não podemos é transformar o Distrito Federal no local chato para se viver. O DF precisa de sua música e a sua cultura pulsando. Que a Lei do Silêncio não silencie os nossos artistas e não mate a alegria do brasiliense. 
No mais, eu prefiro a minha cama com a Netflix. As farras e os micos alheios acompanho pelo Facebook. Viva a alegria e os chatos fiquem com o seu silêncio. 
Está dito! 
Fonte: Redação

Deixe uma resposta