A área da beleza foi uma das mais afetadas com o fechamento do comércio a partir do decreto com medidas restritivas, assinada pelo governador Ibaneis Rocha.

WhatsApp Image 2020 05 12 at 12.02.15 170x170 - Movimento se prepara para reabertura de salõesUm movimento criado por proprietários de salões, barbearias, spas e clínicas de estética pediu a reabertura dos estabelecimentos.

Os profissionais do segmento têm se reunido com representantes do Governo do Distrito Federal (GDF) com a finalidade de tentar encontrar uma solução para amenizar os efeitos da crise causada pelo coronavírus.

Além disso, o grupo, intitulado como “O Movimenta Beleza DF”,  apresentou uma proposta indicando o protocolo de biossegurança que será utilizado pelos profissionais para garantir segurança ao retorno das atividades.

Os profissionais, no entanto, terão que usar máscaras, luvas, aventais, propés e protetor Face Shield, além de medidas como uso de álcool em gel por clientes e funcionários, higienização dos equipamentos de trabalho, entre outras.

“Apresentamos o protocolo com o objetivo de garantir a segurança de nossa equipe profissional e clientes, visando continuar a nossa rotina, pois dependemos integralmente de todo o fluxo de atendimento para a nossa sobrevivência e manutenção de atendimento”, enfatizou Caroline Schlucat, proprietária da Inova Barbearia Sudoeste.

A medida é de extrema importância para que se abra entendimento sobre a reabertura dos estabelecimentos ligados à beleza.

Leia Também:  Bispo Renato de saída

De acordo com o secretário-executivo de Relações Institucionais, Valteni Souza, o governo está sensível com a causa e se mostrou satisfeito com o manual apresentado. Contudo, avalia os cenários internamente.

A reabertura, no entanto, está prevista para o dia 18 de maio, de acordo com o último decreto do Governo do Distrito Federal.

Hoje, mais uma vez, representantes do Movimenta Beleza DF voltam a se reunir com o GDF . Desta vez com o secretário da Saúde, Francisco Araújo, às 15h45.

Bolsonaro inclui salão, barbearia e academia como ‘atividades essenciais’

O presidente Jair Bolsonaro incluiu, nesta segunda-feira (11), atividades de salões de beleza, barbearias e academias de esportes na lista de “serviços essenciais”.

Contudo, isso significa que, no entendimento do governo federal, as atividades podem ser mantidas mesmo durante a pandemia do coronavírus.

O decreto foi publicado em uma edição extra do “Diário Oficial da União” no fim da tarde. Com essa inclusão, o número de atividades consideradas essenciais chegou a 57.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!