Mesmo com quase R$ 8 bilhões de orçamento, a Secretaria de Saúde tem mostrado sua incompetência em vários momentos.

A da vez foi publicada numa matéria do G1, na qual mostra que hospitais e unidades da rede de saúde estão com extintores de incêndio vencidos desde 2015.

Um exemplo: na Unidade Básica nº 2 do Guará e no Hospital de Ceilândia, os equipamentos estão vencidos desde 2017.

A SES informou que houve uma licitação concluída pela Secretaria de Planejamento no fim de fevereiro de compra de extintores. Mas eles ainda aguardam a chegada dos extintores para realizar a troca, que ainda não tem prazo definido.

Leia Também:  Os escolhidos de Ibaneis

No caso, a SES aderiu à Ata de registros de preços da Seplan com valor estimado de R$ 1 milhão durante um ano.

Se não conseguem trocar um extintor de incêndio, quem dirá atender a população.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu