O Rádio Corredor adiantou que estavam fritando o Coronel Júlio César, ex-chefe da Casa Militar. O alerta dessa coluna foi publicado no dia 06/01 ( leia aqui).

O governador Ibaneis Rocha só adiou a demissão do Cel Júlio César da Casa Militar, mas não impediu que fosse alcançado pela intriga e pelo facão. Sua demissão era dada como certa nos arredores do Governador, desde sua nomeação.

Diferente do que foi veiculado pela imprensa, sua substituição não teve relação com a comandante Geral, Coronel Sheila.

Um Passarinho me contou que os padrinhos da demissão são dois policiais, um civil e um militar que são muito próximos do governador e mostraram muita força nessa queda de braço.

O Passarinho também me contou que os dois tiras patrolaram inclusive o secretário de Segurança Anderson Gustavo Torres, que estava em viagem no momento da troca e ficou sabendo pelo Diário Oficial da queda do Chefe da Casa Militar, vinculado à sua pasta.

Com isso o governador enfraquece um dos seus mais importantes assessores que talvez seja a próxima vítima.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu