chefe - PDT-DF o novo abacaxi de Rollemberg
Mais uma crise se aproxima do governador Rodrigo Rollemberg. O PDT-DF deve abandonar de vez o barco. Um dos primeiro indícios é que o presidente da legenda e agora ex-secretário de Trabalho, Georges Michel, entregou o seu cargo sem nenhuma cerimônia. 
O veto ao memorial do ex-presidente João Gourlat é o de menos. Pouco espaço no governo, legenda sem voz nas decisões, além do desejo do partido em descolar a imagem de Rollemberg devem pesar na decisão. A debandada é quase certa.
Só para lembrar, o PDT conta com três distritais.São eles: a presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Celina Leão, Reginaldo Veras e Joe Valle.  
Complementando – Podem até tentar esconder, mas o PDT-DF já pensa em 2018. As principais apostas estão centradas em dois alvos, Celina Leão e o senador Reguffe. 
Fonte: Redação 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar Menu