O secretário de Educação, Leandro Cruz, determinou a revogação do pregão eletrônico para a terceirização da merenda escolar estimada em R$ 375 milhões. As empresas vencedoras, no entanto, ficariam responsáveis pela aquisição, guarda, preparo e distribuição da merenda. Um dos motivos para a paralisação da licitação é a suspensão das aulas presenciais, ainda sem data definida para retorno. Portanto, não é necessária neste momento a compra de itens e nem dos demais serviços previstos no pregão. O edital é da gestão anterior. Assim que assumiu o cargo, em junho, ele suspendeu o processo para análise técnica. Além disso, a decisão também levou em consideração questionamentos do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e da Controladoria-Geral do Distrito Federal. Um novo processo licitatório será feito mais para frente.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!