A diretora do Fundo de Saúde do DF, Beatris Gautério, propôs à Secretaria de Fazenda dividir o valor total devido de licença-prêmio convertida em pecúnia (dinheiro), que é de R$ 150 milhões, em 36 parcelas. A previsão para quitar tudo seria até 2021”.

Leia Também:  Distrital não gostou

Segundo informações do Fundo, até junho deste ano, foram pagos mais R$ 27,2 milhões de licença prêmio em pecúnia, incluindo débitos de 2002.

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Sergio LeãoAmadeuNabil chater Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Nabil chater
Visitante
Nabil chater

Por que o governo tem que alterar as regras de lei ja vigente, por conveniência do seu mandato?
Por que o governo Federal não acaba com o FGTS se tem tanto custo?
Serv. público tem 3 salários em 5 anos
Trab. Privado tem 5 salários em 5 anos

Amadeu
Visitante
Amadeu

Melhor receber parcelado do que não receber nada ou esperar 3 ou 4 anos após a aposentadoria para receber os valores. A maioria deixa de gozar essas licenças devido à falta de reposição de pessoal e há outros que não tiram a licença por que não querem. Se essa licença fosse necessária de fato, muitos não deixariam virar pecúnia, ela seria tirada e o servidor teria um descanso. Com a “retirada” da opção em pecúnia e com a obrigatoriedade do gozo das licenças prêmio, espero que os servidores a usufruam, caso contrário esse direito é passível de questionamento e se… Read more »

Sergio Leão
Visitante
Sergio Leão

Porque só falam em pgto de pecúnia da saúde, as outras Secretarias não pertence ao Governo, sou da Agricultura me aposentei em janeiro/17, até hoje nada.

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu