Ao expulsar 15 estudantes e cassar dois diplomas por fraudes nas cotas raciais nesta semana, a UnB deu um sinal firme de que irregularidades do tipo serão coibidas.

A medida é inédita na instituição. O combate a ações do tipo é fundamental para manter o sistema em pleno funcionamento e garantir que só quem, de fato, tenha direito a ele seja incluído.

Leia Também:  Polícia Civil engrossa para o lado do governo

A UnB foi, portanto, pioneira ao aprovar a reserva de vagas para alunos negros em 2003.

 

*Com informações de Alexandre de Paula.
vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!