A oposição, que é a fiel da balança na sucessão da presidência da Câmara dos Deputados, reúne 132 votos e já sinaliza que não terá unidade na disputa. Antes resistente à proximidade de Arthur Lira (PP-AL) com o presidente Jair Bolsonaro, a bancada do PSB rachou, mas, por maioria, selou o apoio ao candidato aliado do Palácio do Planalto. Dos 31 deputados, 18 se posicionaram a favor do deputado do PP.

Nos últimos dias, lideranças do PT conversaram bastante com Lira. Ouviram as propostas, mas esperam a reunião da Executiva do partido marcada para hoje para bater o martelo sobre qual candidatura irá embarcar.

Leia Também:  Setor produtivo perde R$ 20 bilhões a cada semana de isolamento

Apesar de a ala radical da bancada petista refutar a “candidatura do Planalto” de Arthur Lira, dirigentes veteranos do partido afirmam que todas as opções são consideradas. O partido tem a maior bancada na Câmara, com 54 deputados.

O Psol, com 10 deputados, busca um nome para a candidatura própria; a bancada do PDT, com 28 deputados e do PCdoB (9 parlamentares) tendem a aderir à candidatura apoiada pelo bloco de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!