Bolsonaro recebe conselho para se afastar de aliados radicais para reeleição

Presidente Jair Bolsonaro
Por Simone Leite

De acordo com fontes do Planalto, os conselheiros do presidente Jair Bolsonaro têm reafirmado que, para ter boas chances de reeleição em 2022, o mandatário deve se afastar do núcleo de aliados mais radicais.

O aconselhamento é semelhante ao movimento que o ex-presidente Lula fez no início de seu governo. A ala mais radical do PT fez oposição a reforma da Previdência e, posteriormente, acabou deixando o partido para fundar o PSOL.

Com a votação do Fundo Nacional de Educação Básica (Fundeb), nesta terça-feira (21), a percepção de que o pragmatismo político pode ser uma boa estratégia aumentou. No primeiro turno, por exemplo, apenas sete deputados votaram contra a proposta, todos bolsonaristas.

A decisão de Bolsonaro a respeito do conselho ainda é incerta. Isso porque a ala mais conservadora dos seus apoiadores, que tem acesso direto ao seu filho Carlos Bolsonaro, é muito influente.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo