De volta ao jogo político

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, que passou os últimos quatro anos e meio preso, disse que quer voltar para a política. “Com certeza, eu vou voltar.”

Em entrevista à revista Veja, Cunha disse que só volta a ser preso “se for vítima de nova covardia”. “Ainda vou enfrentar nove ações penais. Eram dez, mas fui absolvido na semana passada em uma delas, na qual era acusado de organização criminosa. Só volto à prisão se for vítima de nova covardia”, declarou o ex-presidente da Câmara, que aprovou o impeachment de Dilma Rousseff em 2015.

Cunha disse ainda que a filha Danielle Cunha deve ingressar na política nas próximas eleições. “A candidata nas próximas eleições a deputada federal é a minha filha Danielle Cunha. Mas me aguardem: com certeza, eu vou voltar.”

Famoso no Twitter, Cunha disse ainda que pensa em entrar no YouTube com um canal sobre política para tocar a vida. “Agora, com a liberdade, preciso arranjar um jeito de sobreviver. Penso em um canal no YouTube sobre política. Também tenho espaços de lojas e talvez vá empreender”, projeta.