Diz ser única via contra Bolsonaro e Lula, mas “não quer ser presidente”

O coach e influenciador digital Pablo Marçal quer aproveitar cada minuto que sua pré-candidatura a presidente da República possa proporcionar. Ele, que é filiado ao Pros e se “lançou” na pré-campanha na última semana, se vende como a única via desta eleição capaz de derrubar a polarização entre Bolsonaro (PL) e Lula (PT).

Com um discurso ambíguo, ele destilou críticas a adversários e fez análises de como seria um eventual governo seu durante entrevista em um programa de rádio, nesta sexta-feira (20). Embora esteja como pré-candidato, ele afirmou não querer ser presidente.

Marçal tem 35 anos e disse ser a única via para derrubar a polarização que se instalou no país, mas também falou que irá se sentir “rebaixado” caso tome posse da presidência.

“Sinceramente me sinto sendo rebaixado para esse cargo. Minha casa é uma mansão melhor que o Palácio do Planalto, tenho carros melhores que os da presidência, só estou aceitando porque vi que nenhum candidato vai ser bom pra isso e estou assumindo a frente”, afirmou.

Além de enaltecer seus recursos financeiros, o candidato direcionou críticas aos seus adversários de campanha e para lançar com um discurso novo, prefere não chamar os candidatos pelos nomes do qual são popularmente conhecidos. Se refere ao ex-presidente Lula, usando o primeiro nome dele – Luiz – e para o atual presidente da República Bolsonaro, ele usa Messias.

“Não acho que o Messias, que ficou 30 anos na vida política e não mudou nada, vai fazer alguma coisa caso seja reeleito. E o candidato da bandeira vermelha – se referindo ao ex-presidente Lula – também velho na política, não pode fazer muita coisa não”, analisou.

Uma de suas falas de slogan é “Chega desses dois”.

‘Metralhadora’

Quando cita Ciro Gomes, usa o nome completo mas critica as ações do terceiro colocado nas pesquisas de intenção de votos dizendo que Ciro é uma “espécie de PT Gourmet”.

O pré-candidato também falou do discurso polêmico sobre o aborto feito por Lula em abril e disse que uma de suas propostas é trocar o nome aborto por assassinato de vida inocente.

“Se quer abortar vai para Argentina que tá liberado e comete esse assassinato em outro país. Para as feministas que falam ‘meu corpo, minhas regras’ isso é certo, mas o outro corpo que cresce dentro não é seu! Sugiro que tire o útero ou ligue as trompas para evitar pessoas com seu próprio pensamento”, defendeu.

Perfil

O coach tem 2,2 milhões de seguidores no instagram e ficou conhecido após levar um grupo de mais de 32 pessoas ao Pico do Marins, na Serra da Mantiqueira (SP), em janeiro deste ano. O grupo teve de ser resgatado pelos Bombeiros gerando indignação do tenente Pedro Aihara.

Na ocasião, o tenente chegou a publicar uma série de stories no instagram que dizia:

“Um ‘coach’ irresponsável fanfarrão coloca um monte de pessoas para subir o Pico do Marins debaixo de chuva. Sem conhecimento técnico, sem suporte adequado, sem estrutura, porque, segundo ele, ‘é tudo emocional’. PS: respeito profundamente quem exerce adequadamente a profissão de coach, que definitivamente não é o caso desse indivíduo”.

Marçal vende cursos que chegam a custar R$ 3 mil e promete, com discursos religiosos e frases de motivação, “destravar códigos da prosperidade e do governo da alma”. Nas redes ele compartilha vídeos em viagens frequentes e jatinhos particulares.

Faz parte de seu discurso os slogan’s :

Cada brasileiro um Governante;
Cada família uma Nação;
Sou Um com Marçal;
Minha Pátria, Minha Família;
Outro slogan que usa – o para frente e para cima-, parece ser retirado do filme “Não olhe para cima” dirigido por Adam McKay, onde dois astrônomos descobrem um cometa mortal vindo em direção à Terra e partem em um tour midiático para alertar a humanidade. Só que ninguém parece dar muita bola. O slogan dos astrônomos: Olhe para cima.

Marçal se diz nem de esquerda nem de direita. “Não vou atrair dicotomia, sou pragmático e aceito qualquer lado. Só quero que 60% do Brasil olhe pra cima e pro alto.”

E aí, o que achou da matéria "Diz ser única via contra Bolsonaro e Lula, mas “não quer ser presidente”"?

Sabia que agora você pode receber nossas notícias em primeira mão, diretamente no seu whatsapp?

 Também poderá interagir com a redação da Rádio Corredor enviando opiniões e propondo pautas! Basta clicar aqui e mandar uma mensagem para nós.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo