O encontro

Efeito Moro na cocaína (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP) Sergio Moro jantou, nesta quarta-feira (29), com João Doria (PSDB), governador de São Paulo, e Luiz Henrique Mandetta (DEM), ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro.

O encontro, segundo a jornalista Bela Megale, durou cerca de três horas.

A pauta principal da reunião girou em torno de uma busca de alternância na disputa à presidência da República em 2022.

O jantar, de acordo com Megale, ocorreu na casa de Caco Alzugaray, presidente da Editora 3, que publica a IstoÉ.

Moro deve ficar no Brasil por alguns dias para tratar de sua eventual candidatura no pleito do ano que vem.

Antecipamos, além disso, o convite do partido Podemos. A sigla almeja a filiação do ex-juiz, que ainda avalia pautas e condições.

No encontro, ficou claro que, até o momento, Doria não abre mão da candidatura ao Planalto. Por isso, vem sendo aconselhado por Mandetta a adotar uma postura ‘conciliadora’.

Outro assunto abordado entre os três foi a fusão do DEM com o PSL. Ainda há questionamentos de como ficará a condução de diferentes interesses de seus representantes.

As siglas avaliam a possibilidade de lançar ao Planalto o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e, especialmente, o nome de Mandetta, não descartando uma eventual chapa.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo