OAB DF poderá pedir afastamento de Felipe Santa Cruz

Está requerido como extrapauta para esta quinta (16/9) a votação de uma representação da OAB DF contra o presidente nacional da Ordem dos Advogados, Felipe Santa Cruz. O motivo são as declarações recorrentes do advogado contra o presidente Bolsonaro e seus apoiadores.

O documento foi protocolado na seccional do DF na última sexta por dois conselheiros da entidade, que defendem o afastamento do presidente da OAB nacional por fazer “uso indevido do cargo para objetivos políticos individuais”.

O mesmo pedido também deverá ser dirigido ao Conselho Pleno do Conselho Federal da OAB. Caso o requerimento seja aprovado, Santa Cruz, que foi candidato a vereador no Rio de Janeiro, em 2004, pelo Partido dos Trabalhadores, poderá responder uma ação por inidoneidade para exercício da advocacia.

Em agosto deste ano, o presidente da OAB nacional publicou em suas redes sociais que “vem a eleição da OAB e é hora de saber quem foi omisso ou covarde diante do bolsonarismo”. Um dia antes das manifestações em defesa de Bolsonaro no dia 7 de setembro, Santa Cruz chamou o evento como “Marcha dos Alienados e Mal-intencionados”.

Para os autores do requerimento, advogada Juliana Porcaro e advogado Geraldino Santos Nunes, as manifestações de Felipe Santa Cruz são antiéticas e têm como objetivo intimidar e constranger advogados bolsonaristas candidatos às eleições da Ordem.

De acordo com o requerimento pela relatoria de Juliana Porcaro, caso o Conselho Seccional não aprove o pedido dos conselheiros, ela mesma irá representar como advogada perante o Conselho Federal.