Depois de Luiz Fux, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso votaram neste domingo contra a possibilidade de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia se reelegerem no comando do Senado e da Câmara.

Com isso, formaram a maioria para proibir a recondução para um mandato subsequente na Mesa Diretora das duas Casas. Já haviam votado dessa maneira os ministros Marco Aurélio, Cármen Lúcia e Rosa Weber.

Ficaram vencidos Gilmar Mendes (relator), Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Kassio Nunes Marques.

Deixe uma resposta