De acordo com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a isenção da conta de luz para famílias carentes não será prorrogada.

“O que vai permanecer é a tarifa social de energia com seus devidos descontos”, afirmou com exclusividade para a CNN.

Para Albuquerque, o governo cumpriu com seu papel com o benefício ao longo dos três meses em que até 220 kwh por mês não foram cobrados dos consumidores.

Leia Também:  Nova coordenadora da bancada do DF no Congresso

Para faixas de consumo mais altas, o governo estima aumento de, em média, 3% na conta de luz. O ministro afirmou ainda que o reajuste não será tão alto devido à concessão de empréstimos às empresas, que evitou reajustes de até 15%.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!