URGENTE: A Câmara aprova renda mínima de R$ 600 para trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais de todo o país.

O benefício será pago durante três meses, em razão da epidemia da doença. O tempo do repasse poderá ser ampliado, a depender da disseminação de coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro havia sugerido o valor de R$ 200. No entanto, parlamentares pretendiam aprovar o valor de R$ 500.

Durante a votação, o presidente afirmou que apoiava um benefício de R$ 600.

Uma emenda permite que mulheres que chefiem família tenham duas cotas, chegando a R$ 1.200. Serão pagos até R$ 1.200 por família, a depender da quantidade de pessoas com renda de até meio salário mínimo (R$ 520).

Leia Também:  Embaixada de Israel: "coronel está no radar"

Serão beneficiados trabalhadores informais inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), contribuintes individuais ou sazonais da Previdência, entre outros.

Para receber, o cidadão não pode ter outro benefício, como aposentadoria ou seguro-desemprego, exceto Bolsa Família, que poderá ser trocado pelo auxílio emergencial.

O texto segue para o Senado, e se aprovado, vai à sanção presidencial.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Kátia Maria Cardoso Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Kátia Maria Cardoso
Membro
Kátia Maria Cardoso

Finalmente uma ajuda para quem precisa.

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há 8 anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!
Fechar Menu