URGENTE: A Câmara aprova renda mínima de R$ 600 para trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais de todo o país.

O benefício será pago durante três meses, em razão da epidemia da doença. O tempo do repasse poderá ser ampliado, a depender da disseminação de coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro havia sugerido o valor de R$ 200. No entanto, parlamentares pretendiam aprovar o valor de R$ 500.

Durante a votação, o presidente afirmou que apoiava um benefício de R$ 600.

Uma emenda permite que mulheres que chefiem família tenham duas cotas, chegando a R$ 1.200. Serão pagos até R$ 1.200 por família, a depender da quantidade de pessoas com renda de até meio salário mínimo (R$ 520).

Leia Também:  Filho do Bolsonaro 'namorou o condomínio todo'

Serão beneficiados trabalhadores informais inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), contribuintes individuais ou sazonais da Previdência, entre outros.

Para receber, o cidadão não pode ter outro benefício, como aposentadoria ou seguro-desemprego, exceto Bolsa Família, que poderá ser trocado pelo auxílio emergencial.

O texto segue para o Senado, e se aprovado, vai à sanção presidencial.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Kátia Maria Cardoso
Kátia Maria Cardoso
8 meses atrás

Finalmente uma ajuda para quem precisa.

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!