Depois da queda de Osmar Terra, do Ministério da Cidadania, Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos,  exonerou Paulo Roberto de Mendonça. Ele é o responsável por assinar um contrato de R$ 7 milhões com uma empresa de tecnologia suspeita de ser usada como laranja para desviar dinheiro dos cofres públicos.

A saída do cargo de subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração foi a pedido de Mendonça, ao qual é aliado.

Leia Também:  Orientação do TCU deixa governadores preocupados

Apesar de Terra ter afirmado que havia demitido a equipe responsável pela contratação da Business to Technology (B2T) no Ministério da Cidadania, alguns funcionários continuavam com cargo no governo, entre os quais Mendonça.

A empresa foi alvo, na semana passada, da Operação Gaveteiro, da PF.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há 8 anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!
Fechar Menu