Eleitor, eis um texto que pode mudar sua consciência política para sempre

*Por Adriano Barcelos

Você aí que não se cansa de reclamar que “não tem nada de bom pra ver na televisão” já pensou em navegar por canais nunca antes navegados? Pois bem, na TV aberta ou nos canais a cabo, em algum canto do seu televisor, existe acesso à programação da TV Câmara – além de outras do gênero, como a TV Senado, TV Câmara Legislativa (no DF), TV Assembleia dos Estados ou as TVs “Câmara”, que transmitem as sessões das Câmaras de Vereadores das maiores cidades do país.

É difícil, a gente sabe. A edição não é muito boa, a qualidade técnica das transmissões nem sempre colabora (embora TV Câmara e TV Senado, entre outras, possuam sinal em HD) e parece que, a qualquer momento do dia ou da noite, há um homem de gravata falando coisas desconexas em que ninguém está prestando atenção – nem mesmo os outros caras de terno e gravata que estão dentro do plenário ou das salas de comissão.

Enfim. Dureza, né? Mas, acredite, é importante, é esclarecedor e (ah, tá…) é até divertido. Para assistir a TV Câmara é preciso entrar na história, igualzinho a gente faz na novela ou no Brasileirão de futebol. As comissões, por exemplo: fica legal quando a gente entende qual é o tema, qual é a comissão. É a de Educação? É a de Finanças? É da Saúde? Enfim, se o tema interessou, vamos ao próximo passo: que projeto estão discutindo? É uma ideia boa? Estão ouvindo algum especialista (audiências públicas)?

Depois disso é importante entender quem é o relator da tal ideia. O presidente vai botar em votação… aprovou. E aí, vai pra onde? Plenário? Outra comissão? Quem é mesmo o deputado autor…

Assim como no futebol, uma coisa é assistir aleatoriamente a um Flamengo e Corinthians. Outra, bem mais interessante, é ver o jogo sabendo que o Flamengo depende da vitória pra ser campeão, ou que se o Corinthians perder fica ameaçado de rebaixamento (ou vice versa).

Mais do que acompanhar a Câmara ou o parlamento em si, é importante fiscalizar a qualidade do trabalho do seu deputado. Ele aparece sempre na TV, fazendo algo interessante? Nunca aparece? Quando aparece faz você passar constrangimento? Hummmm… Se você viu ele (ou ela) falar e deu vergonha, talvez seja hora de pensar em outro deputado…

As TVs Câmara da vida, pra muita gente, existem apenas para fazer propaganda dos congressistas com nosso dinheiro. É verdade? Não sei, pode ser. Mas também são uma ferramenta a mais para separar o bom do ruim. Se eles criaram para se promover, use para fiscalizá-los. Como a gente disse outro dia, um deputado custa pelo menos R$ 8 milhões por mandato. Logo, olho neles é a melhor alternativa.

Mas tudo isso só funciona quando o controle remoto zapeia pelos canais certos!

 

*Adriano Barcelos é jornalista graduado na UFRGS, foi repórter e editor em jornais como Zero Hora, Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, além de chefe de comunicação em assessorias de Brasília e Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Elton Santos

Elton Santos é formado em jornalismo e atua na área política do Distrito Federal há oito anos, sempre buscando os bastidores do poder. Já passou por redações e assessorias na capital federal
Fechar Menu