Embora o nome do senador Izalci Lucas (PSDB) seja contado para assumir o Ministério da Educação, seu partido não quer cargos.

Pelo menos é o que o presidente da legenda, Geraldo Alckmin, já declarou. Depois de uma reunião ontem (4) no Palácio do Planalto, com o presidente Jair Bolsonaro, o tucano disse à imprensa:

“Eu disse ao presidente Bolsonaro que o nosso partido defende a reforma da Previdência, mas não fará parte do governo nem aceitará cargos políticos. Manteremos total independência”.

Ou seja, Izalci teria que convencer Geraldo Alckmin, o que não seria algo fácil. Vai valer o poder de persuasão.

Cenas do próximo capítulo.

Este post tem um comentário

  1. Chico Sant'Anna

    Alkimin até estaria fazendo um grande favor ao Izalci, pra ele não passar vergonha nesse governo. Mas pelo cargo, Izalci até mudaria de partido.

Deixe uma resposta

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.