Jornalistas do Distrito Federal, ameaçados de morte ou de crimes por meio da Internet, serão incluídos no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH). O DF será a primeira unidade da Federação a incluir os profissionais no programa.

No início do mês de novembro, um convênio foi assinado para este objetivo, entre a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e o Ministério da Mulher, da Família e Direitos Humanos (MMFDH). O investimento do programa previsto é de R$ 800 mil.

De acordo com o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial da Sejus, Juvenal Araújo, o mapeamento permitirá o conhecimento da realidade na capital, e também a garantia de uma ampla divulgação do programa, referente às condições de integração, bem como seus objetivos, limites e possibilidades.

“É importante a execução desta política em todo território nacional. Iremos buscar metodologias de inteligência para tratar essas ameaças”, afirmou Juvenal Araújo.

Além de jornalistas, ambientalistas também serão incluídos no programa. O PPDDH acompanha, atualmente, 665 casos de defensores de direitos humanos ameaçados de morte em todo país.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!