Escolhidos: Mendonça na Justiça e Ramagem na PF

O presidente Jair Bolsonaro oficializou, na madrugada desta terça-feira (28), as nomeações de André Mendonça para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública e de Alexandre Ramagem para a função de diretor-geral da Polícia Federal (PF). Os decretos foram publicados na edição de terça do Diário Oficial da União (DOU).

Com isso, Mendonça foi automaticamente exonerado do cargo de advogado-geral da União, sendo substituído por José Levi Mello do Amaral Junior.  Ramagem, no entanto, deixa a função de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

As substituições aconteceram, entretanto, após o ex-diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, ser exonerado na última sexta-feira (24) e o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, pedir exoneração no mesmo dia em razão da decisão do presidente de substituir o gestor da PF.