O Ministério da Defesa informou por meio de uma nota que vai encaminhar uma representação à Procuradoria-Geral da República contra o ministro Gilmar Mendes, do STF. Mendes afirmou no último sábado (11) que “o Exército está se associando a esse genocídio”.

Em resposta oficial, nesta segunda-feira (13), o Ministério da Defesa afirmou que “comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação”.

“Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia”, diz a nota divulgada pela pasta.

Leia Também:  Brasil atinge menor nível risco-país desde 2010

O Ministério da Defesa também informou que genocídio é definido em lei como “a intenção de destruir, no todo ou em parte, grupo nacional, étnico, racial ou religioso”:

“Trata-se de um crime gravíssimo, tanto no âmbito nacional, como na justiça internacional, o que, naturalmente, é de pleno conhecimento de um jurista. Na atual pandemia, as Forças Armadas, incluindo a Marinha, o Exército e a Força Aérea, estão completamente empenhadas justamente em preservar vidas”.

 

109629054 3252931878078458 6132238667701373837 o.jpg? nc cat=105& nc sid=dd7718& nc eui2=AeFcgJopfddK5GZKG6o4jeklVBTU5VRYR3VUFNTlVFhHdcHjiE8bwTEOC02 MNQCKk2XNTOncEc2yzM1KszMGuYC& nc ohc=XGwMxS7IzYQAX zCNL4& nc ht=scontent.fbsb8 1 - Ministro da Defesa vai à PGR contra Gilmar Mendes

 

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!