PGR e o suposto crime de racismo

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (17), a abertura de um inquérito para apurar o suposto crime de racismo da  deputada federal Bia Kicis (PSL).

Em setembro do ano passado, a deputada  publicou nas redes sociais uma imagem conhecida como “blackface”, por meio da qual pessoas brancas pintam-se de negras para imitá-las de forma caricata. O objetivo do post não foi nada além de uma crítica ao processo seletivo em um programa de trainee, realizado pela Magazine Luiza.

A publicação da deputada foi ilustrada com fotos dos ex-ministros Sérgio Moro, da Justiça, e Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, com os rostos pintados de preto. Na montagem, a publicação sobre os ex-ministros aparece acompanhada da frase “não está fácil para ninguém”. Veja:

Segundo o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, a conduta da deputada implica na prática de crimes resultantes de preconceito ou discriminação.

A parlamentar ainda não comentou sobre o assunto.

E aí, o que achou da matéria "PGR e o suposto crime de racismo"?

Sabia que agora você pode receber nossas notícias em primeira mão, diretamente no seu whatsapp?

 Também poderá interagir com a redação da Rádio Corredor enviando opiniões e propondo pautas! Basta clicar aqui e mandar uma mensagem para nós.

Autor


Horas
Minutos
Segundos
Estamos ao vivo