Em meio a polêmica das candidaturas laranjas que envolve o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, um projeto no Senado Federal quer acabar com a prática.

Está em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) um projeto que acaba com a cota de candidaturas nas eleições proporcionais de acordo com o sexo. O texto (PL 1.256/2019), que ainda pode receber emendas na comissão, foi apresentado por Angelo Coronel (PSD-BA).

Leia Também:  Destaques desta terça-feira

O senador alega que constatou-se que alguns partidos usam mulheres no processo eleitoral apenas para assegurar o percentual mínimo exigido de 30% de candidaturas femininas, prática que ficou conhecida por “candidaturas laranjas”.

O projeto propõe que ao menos 5% dos recursos do Fundo Partidário sejam destinados a programas de promoção e difusão da participação feminina na política.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Chico Sant'Anna
Chico Sant'Anna
1 ano atrás

Ridícula proposta Sen Angelo Coronel PSD-BA. Quer acabar laranjal político eliminando a cota feminina de candidatos que são políticas de empoderamento eleitoral das mulheres.
É como querer melhorar qualidade serviços dos hospitais públicos proibindo os paciente de usá-los, assim acabaria superlotação, sobrariam medicamentos e profissionais.

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.