Se um dia você se candidatar algum cargo eletivo, saiba que a primeira coisa é buscar um partido e, que cada sigla tem as suas regras. Portanto se for eleito tem que seguir. Ponto final.

Caso isso não ocorra e você não estava alinhando com as diretrizes partidárias você terá duas opções: pedi para sair ou ser expulso.

Foi o caso de Alexandre Frota, deputado federal eleito pelo PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Frota era pejorado pela mídia por ser ex-ator pornô e o então candidato Bolsonaro não ligou para as críticas e por varias vezes elogiou, uma pessoa que estava sendo esculhamba pela esquerda e mídia.

Leia Também:  No Twitter, Bolsonaro fala de concessões de aeroportos

Deputados insatisfeitos no PSL tem de monte, ainda mais que o presidente faz um governo sem toma lá dá cá.

Alexandre Frota trocou os pés pelas mãos e jamais poderia criticar um presidente do seu próprio partido. São as regras partidárias.

Na política ou você é fiel até na tristeza ou bye.

Frota que se delicie com tapete vermelho que a mídia já estendeu para ele. Aliás, de um dia para o outro ele deixou de ser ator pornô. Que coisa, não?

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Luiz Camilo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luiz Camilo
Visitante
Luiz Camilo

Daqui apouco esse infeliz está falando mal do presidente no programa do Bial…

Odir Ribeiro

Odir Ribeiro é jornalista, blogueiro e multimídia que desde 2011 cobre os bastidores da política do DF.
Fechar Menu