O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na sessão desta quinta-feira (07), proibir a possibilidade da execução da prisão após condenação em segunda instância de Justiça. Com isso, a Corte revisou o entendimento que vinha mantendo desde 2016. O efeito da decisão é imediato, e assim que a ata do julgamento for publicada, advogados poderão solicitar a liberação de seus clientes que estão presos em decorrência de sentença tomada em segundo grau.

Leia Também:  Sem encontros para Bolsonaro

Entre os beneficiados, está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ainda têm recursos pendentes nos tribunais superiores e deve ser colocado em liberdade nas próximas horas. A defesa de Lula ainda não se manifestou sobre o caso.

Além dele, milhares de outros presos devem ser soltos para aguardar julgamento. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a decisão atinge 4895 detentos em todos os estados.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Sueli Pinheiro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Sueli Pinheiro
Membro
Sueli Pinheiro

VERGONHA NACIONAL. TENHO NOJO DO STF!

Simone Leite

Jornalista há 12 anos, Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há 8 anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!
Fechar Menu