O deputado Israel Batista (PV) é autor de um projeto (PDL) que suspende o edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020.

Israel pediu regime de urgência para avaliação da proposta e articula com os colegas para conseguir apoio ao texto. Iniciativas semelhantes também tramitam no Senado Federal.

Para o autor da proposta, a postura do ministro Abraham Weintraub é intransigente e desalinhada com a gravidade do cenário.

“Manter as datas das provas é ampliar o fosso das desigualdades no nosso País. É um descaso, sobretudo, com os alunos mais carentes da rede pública, para os quais o acesso à internet ainda é uma realidade distante. Mas o ministro incentiva que eles estudem sozinhos. Como assim?”, indaga.

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP), coautora do projeto, afirma que o MEC insiste em uma realidade paralela. “A campanha para a manutenção do Enem é uma piada de mau gosto. Eles fingem que todos os alunos têm capacidade e recursos para se virar durante essa pandemia de maneira igual. Recebo todos os dias depoimentos de estudantes que estão sem material adequado, não têm computador ou não estão conseguindo tirar dúvidas”, pontua.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há dez anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!