O Projeto de Lei que classifica o transporte remunerado e não autorizado de pessoas e bens como infração média entra em discussão, nesta terça-feira (19), na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.

A audiência proposta por deputado Paulo Guedes (PT-MG), autor do projeto, relembra que a alteração do Código de Trânsito Brasileiro (Lei 13.855/19) não mais classifica essa infração como gravíssima. Para o deputado, o transporte clandestino atende pessoas e regiões onde o sistema tradicional de mobilidade urbana não atinge.

“Em um País com sérios desafios relacionados à mobilidade urbana e no qual o transporte rodoviário manifesta absoluto domínio da matriz de transportes, os profissionais do transporte alternativo exercem relevante papel na complexa equação que viabiliza nossos deslocamentos diários”, afirmou o deputado.

vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Simone Leite

Simone Leite atuou como repórter, produtora de TV, assessora de imprensa e editora de notícias. Há nove anos, atua diretamente na política, área que se diz apaixonada!